Atendimento Fraterno

Atendimento fraterno é uma conversa particular e sigilosa que busca ajudar as pessoas a refletir sobre suas angustias e conflitos para que estas encontrem, em si mesmas, as soluções adequadas, iluminadas pelos ensinamentos de Jesus segundo a Doutrina Espirita.


 

Precisa conversar? Procure um dos nossos recepcionistas ou atendentes no Centro Espírita Caminho do Evangelho.

Horários de atendimento - Clique 

Perfil do atendente fraterno

 

Uma descoberta importante feita por profissionais da Psicologia foi que a eficácia da ajuda possível de ser prestada a alguém por um terapeuta não depende tanto da escola psicológica a que o mesmo está vinculado mas, sobretudo, a valores subjetivos relacionados com o seu comportamento — diríamos, seu carisma, o amor que irradia — que o torna uma pessoa dotada de qualidades interpessoais relevantes e qualidades íntimas (força interior) que o credenciam para o trabalho.

 

Em sendo uma pessoa tolerante (sem ser conivente), expressará um respeito e uma aceitação incondicionais em relação ao ajudado, separando sempre o ser, o Espírito, da problemática que o inquieta, que deverá ser vista como um jugo, um acessório incômodo que a personalidade assumiu e, portanto, temporário, que nada tem a ver com aquele ser de humanas paixões, mas de essência divina, que lhe cabe amar com todas as veras de seu sentimento.

 

De posse dessa compreensão terá facilidade em ser autêntico (sem ser grosseiro), pois no espaço do Atendimento Fraterno não há campo para dissimulação da parte de quem atende, que deverá expressar sentimentos com sinceridade e interesse real de ajudar. Quando dizemos sinceridade, não estamos aconselhando que a pretexto de ser real, se deixe de guardar as conveniências e o bom tom.

O atendente fraterno será sempre uma pessoa comedida e discreta, dosando aquela informação cujo teor integral o ajudado não teria ainda condições de suportar. Somente assim ele inspirará confiança e perceberá adequadamente os sentimentos e emoções do outro a quem ajuda, recebendo a inspiração dos bons Espíritos e transformando aquela vivência confusa e deformada da pessoa a quem atende em algo compreensível e passível de renovação.

 

É um dos objetivos do Atendimento Fraterno levar o atendido a essa compreensão de si mesmo (ainda que em níveis superficiais, no início) para que ele atendido — seja capaz de flexibilizar suas crenças pouco racionais e lógicas e alterar os seus valores, a forma de ver a vida e a própria situação, tornando-se mais otimista, para, a partir daí, fazer uma programação de vida, traçar um roteiro evolutivo que envolva a superação das dificuldades na ocasião, apresentadas.

 

Não cabe ao atendente fraterno passar receitas prontas, encaminhar soluções que saiam exclusivamente de sua cabeça. É preciso a adesão, a “cumplicidade” do atendido, que deverá estar disposto a assumir a rédea da própria vida. Bom mesmo será quando o ajudado tomar a orientação que recebe (discretamente) como uma descoberta sua, porque, nesse caso, ele se aplicará com mais energia ao esforço pela superação de obstáculos.


Manoel Philomeno de Miranda – Livro: Atendimento Fraterno – Perfil do atendente fraterno, (Item 4 – pag. 30) – (Divaldo Franco) - Editora FEB

Copyrignt CECE todos os direitos reservados